A minha jornada – Francisca Nzenze Meireles

by angolanasnaturais2011

Decidi ser natural por vários motivos: primeiro porque eu me dei conta numa conversa com uma amiga que eu era sim dependente química capilar! parece assustador, mas o meu cabelo dependia mesmo de quimica, sem salão ele ficava simplesmente descontrolado, não importa o que eu fizesse em casa que ele não ficava “apresentável” alem disso surgiu uma caspa crónica num único ponto da cabeça, parecia uma crosta ( que já desapareceu por completo hoje que sou natural), o segundo motivo foi o meu filho, que não estava satisfeito com a aparencia do cabelo, e olhem que ele é menino, mas como é o único negro ( acreditem… na bahia) na sala de aula eu optei por mostrar como o nosso cabelo é bom também!ah, alem dele tem uma menina negra mas aos 6 aninhos defrisou o cabelo infelizmente! eu falar bem de cabelo crepo tendo o meu desfrizado era algo no minimo hipócrita. o último motivo foi o facto de eu deixar de fazer um monte de coisas, de recusar um monte de convites ” atráves” ( leia-se por causa) do cabelo. não aprendi a nadar, não fazia exercios, não curtia praia… tudo por conta de uma estética que não me pertencia. hoje não me arrependo nem um segundo de usar o meu cabelo crespo. fica-me bem, é saudável, e é libertador, a minha identidade é vista logo de CARAS!

para as meninas que ainda estão a decidir se ficam naturais ou não eu não vou dizer CORAGEM, porque coragem a gente usa para algo difícil ou para um sacrifíco… ser natural pode exigir alguns sacrificios no início, mas não se enganem… não é nem um pouco difícil quando se chega lá. é BOM, LINDO, LIBERTADOR

beijos a todas