Nova Cara, Nova Vida.

by angolanasnaturais2011

Desde que o grupo foi criado no Facebook, ele já passou por muitas mutações. Desde o inicio estava muito claro que além de ser um espaço aonde pessoas que usam, tratam e valorizam o cabelo natural possam partilhar dicas e experiências sobre o cabelo, o grupo também seria uma plataforma de debates socio-culturais, intrinsecamente ligados a vivência das pessoas de ascendência africana, não só angolana, que usam cabelo natural.

No Grupo fala-se de tudo: arte, cultura, tradição, educação, ética, política, desenvolvimento, economia, direito, saúde, nutrição, psicologia, e muito mais… Na realidade, os temas discutidos no Grupo reflectem as areas de formação e perícia dos membros do mesmo, e representam a riqueza e utilidade que o Grupo tem vindo a ter para todos. Além de aprender como lidar com o nosso cabelo dito “ruim”, acabamos todos os dias um pouco mais instruídos sobre esta experiência sem igual de viver no mundo de hoje com o cabelo natural.

Como disse muito bem um/a d@s membr@s do grupo:

As vezes quando revejo os debates aqui, sorrio. Porque realmente eu gosto de todo definição,conceito, ideia, argumento que vá contra o que eu acredito. Porque ajuda me a ver para além do que me parecia ser verdade absoluta. Sair das limitações mentais. Desde o dia “1” em 2011, quando eram apenas 12 pessoas, ao dia de hoje, esta é sem dúvida a melhor plataforma que alguma vez encontrei na internet. Todos os dias aqui aprende-se. Mesmo quando o assunto começa com manteiga de Karité e acaba em Frantz Fanon. Tipo assim, aprende-se mesmo. No fim do dia, depois de debater, sentir-se injustiçado, sentir-se atacado, se relerem as publicações, sem olhar para a baixaria toda, aprende-se. E isso deveria ser o suficiente para continuarmos aqui.

Contamos de agora em diante partilhar mais e melhor as trocas que têm sido fontes de inspiração para nos no Facebook. E esperamos que escolham continuar conosco.

Vivendo e aprendendo.